Obras avançam na cabeceira da ponte sobre o rio São Francisco e no Estado de Sergipe


Andamento das obras no encabeçamento da ponte sobre o rio São Francisco, divisa Alagoas/Sergipe, segue em ritmo acelerado. O empreendimento, executado pelo DNIT e localizado na divisa entre os estados, proporcionará mais segurança e melhorias no trânsito da região. A nova estrutura em construção fica ao lado da ponte construída em 1970, atualmente em fase de revitalização para tráfego local.


Dentre os municípios que serão beneficiados diretamente com a construção da citada ponte estão Porto Real do Colégio, Feira Grande, São Sebastião, Igreja Nova, São Brás, Olho D´Água Grande e Campo Grande, em Alagoas, e em Sergipe, Propriá, Neópolis, Japoatã, Cedro de São João e Telha, chegando a atender cerca de 190 mil habitantes.


Durante o acompanhamento das obras, realizado no decorrer do mês de fevereiro/2020 a equipe Gestora registrou a execução de serviços de terraplenagem composto por revolvimento e compactação de solo, na altura do km 0,3, nas proximidades da citada ponte.


Ainda, os motoristas deverão permanecer atentos diante da sinalização temporária de obras disponibilizada ao longo do trecho em virtude das ações construtivas, dentre elas a remoção do pavimento flexível, na altura do Km 01 ao km 03.

Em virtude do avanço de obras, foram observados desvios ao longo do trecho com tráfego em pista simples, entre os quilômetros:

- Km 01 ao km 03;

- Km 32 ao Km 34 e

- Km 36 ao km 40.

Quanto à instalação de passarelas, existe a previsão de instalação desse dispositivo no perímetro urbano do município de Propriá, povoado Pirunga, Município de Capela, e no povoado Cruz das Donzelas, município de Malhada dos Bois o que permitirá maior segurança na travessia dos moradores da região.


Lote 2/SE

Entre os Km 40 e o Km 77,3 que compreende os municípios de Capela e Maruim, a equipe Gestora registrou atividades de terraplenagem ao longo do trecho, e a existência de desvios entre o Km 32 e o Km 34 na altura do povoado Pirunga, município de Capela. A sinalização indicativa de obras está bem dimensionada, cabe ao condutor respeitar os limites de velocidade indicados, uma vez que o trecho passa por intervenções.


Outro desvio existente compreende do Km 71 ao Km 76, correspondendo 5 km de pista duplicada. Os condutores devem observar atenciosamente a sinalização horizontal e vertical que indicam fim de pista dupla na altura do Km 76.


É comum a instalação de desvios e alteração de rotas de acordo com a dinâmica e o avanço de obras que ocorrem na rodovia. Essas intervenções, possibilitam maior agilidade no processo construtivo, segurança viária e, sobretudo, aos colaboradores diretamente envolvidos com o empreendimento






0 visualização
FALE CONOSCO

Ouvidora BR-101 Nordeste

  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Google+ Icon

© 2018 por Douglas Ferreira -  desenvolvido para BR-101/NE.

0800 6070 101