Gestora Ambiental realiza monitoramento das obras na divisa entre Alagoas e Sergipe


Obras rodoviárias demandam supressão de vegetação e movimentação de solo nos processos de corte e aterro. Em virtude de tais ações, é potencializada a fragilização sobre os solos, favorecendo a formação de processos erosivos em geral.


O DNIT/Gestão Ambiental por meio do sub-programa de monitoramento e controle de processos erosivos realiza mensalmente vistorias no trecho correspondente às obras de duplicação da BR-101 PE/AL/SE/BA, a fim de promover o controle efetivo dos processos erosivos decorrentes das possíveis alterações desencadeadas na Área Diretamente Afetada (ADA).


Em setembro, técnicos da Gestora Ambiental fiscalizaram atividades desenvolvidas pelo Consórcio LCM/BETC/LPC, responsável pelas obras no encabeçamento da ponte sobre o rio São Francisco. Durante vistoria, a equipe registrou a situação atual dos processos erosivos, estes decorrentes do desmonte de barreira identificado na divisa dos estados de Alagoas e Sergipe, onde foram utilizados maquinários pesados, a exemplo de escavadeiras e rompedor hidráulico.


O intuito da Gestão Ambiental por meio do DNIT é contribuir para que recursos naturais sejam preservados e reduzir os impactos produzidos pelas obras de duplicação da BR-101.







40 visualizações
FALE CONOSCO

Ouvidora BR-101 Nordeste

  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Google+ Icon

© 2018 por Douglas Ferreira -  desenvolvido para BR-101/NE.

0800 6070 101