Educação Ambiental na Floresta Nacional do Ibura/Sergipe


A Floresta Nacional do Ibura está localizada no município de Nossa Senhora do Socorro/SE, às margens da BR-101, e foi criada por meio de decreto em 19 de setembro de 2005. Apesar de ser uma das menores Unidades de Conservação brasileira (144 hectares), sua importância para a preservação e conservação do que ainda existe da Mata Atlântica no Estado de Sergipe é essencial, refugiando algumas espécies ameaçadas de extinção da fauna e flora.


Neste mês, entre os dias 02 a 03 de setembro de 2021, o DNIT, por meio da Gestora Ambiental, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente de Nossa Senhora do Socorro, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) e a Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO), foi realizado um minicurso de Multiplicadores Ambientais no centro administrativo da Unidade de Conservação da Floresta Nacional Ibura. A capacitação contemplou 41 pessoas, entre agentes públicos do ICMBIO, SEMA, DESO, Secretaria de turismo, SEMED, Guarda Municipal e comunidade do entorno da Unidade de Conservação.


No primeiro dia, 02/09, os técnicos do Programa de Educação Ambiental realizaram duas apresentações, a primeira voltada ao escopo das ações desenvolvidas pela Gestora Ambiental para o atendimento das condicionantes ambientais durante a fase de instalação do empreendimento. A segunda esteve relacionada ao tema Interpretação Ambiental, com uso de estratégias para a promoção da Educação Ambiental a partir da aplicabilidade de fotografia em diferentes ambientes naturais, além de técnicas de condução de grupos a partir do uso de trilhamento ecológico em Unidade de Conservação.


No segundo dia, 03/09, foram feitas recomendações de segurança para atividades de caminhada em ambientes naturais. Foram realizadas duas trilhas, onde os participantes foram divididos em dois grupos. Durante os percursos, foram estabelecidos roteiros simultâneos com definição de pontos temáticos em cada parada. Enriquecendo as discussões, foram apresentados diferentes cenários em cada ponto das paradas (manguezal, floresta de mata atlântica, recursos hídricos, zona de amortecimento, ocupação desordenada, ruínas das edificações antigas, área de descarga, tipos de vegetação, interferência antrópica, reflorestamento, atividade de caça ilegal e aspectos legais para definição de áreas protegidas).


Após atividade prática, os participantes foram subdivididos em Grupos de Trabalho (GT´s) em seguida foram montadas apresentações com eixo temáticos relacionados ao Ecoturismo, Unidade de Conservação, Educação Ambiental e Recursos Hídricos. A dinâmica possibilitou uma rica interação durante as apresentações, com a utilização de fotografias e dinâmicas, a fim de apresentar propostas viáveis como alternativas de práticas voltadas para interação dos visitantes e turistas na Flona Ibura. Além de possibilitar uma experiência em contato com diferentes recursos nos ambientes visitados, por meio da reflexão de alteração de hábitos frente aos problemas ambientais e possíveis soluções no contexto, local, regional e global.


As Unidades de Conservação são espaços protegidos, criados para a conservação da biodiversidade de uma região. Permite a continuidade dos processos ecológicos, a manutenção da diversidade biológica, além de serem espaços propícios para a realização de atividades sociais em contato com a natureza, promovendo a importância do uso sustentável dos recursos naturais.





52 visualizações0 comentário