Como estão as condições de trafegabilidade no trecho da rodovia BR-101 PE/AL/SE/BA?



Pernambuco

O estado de Pernambuco encontra-se com as obras de duplicação concluídas e apresenta condições satisfatórias de trafegabilidade desde o município de Palmares até a divisa com o estado de Alagoas.


Alagoas

Do total de 249 quilômetros da rodovia no estado, aproximadamente 201 já se encontram com trânsito liberado em pista duplicada, representando 80% de sua extensão. Em 2021 foram entregues 18 quilômetros de pista duplicada. A atenção deve ser redobrada no trecho interditado na BR-101/AL, km 137, no município de São Miguel dos Campos, local onde as obras estão em intensa atividade. Sobre o desvio, este acontece por dentro do citado município para carros de pequeno porte, sendo a rota oficial, proposta pelo DNIT, por Arapiraca com um acréscimo de cerca de 17 quilômetros no percurso.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Consórcio responsável pelas atividades no Lote estão buscando minimizar ao máximo os transtornos causados aos transeuntes.


Sergipe

No estado de Sergipe, o trecho que compreende os municípios de Propriá e Capela se encontra praticamente duplicado, com sinalização permanente e pavimento em ótimas condições. Em locais pontuais é possível encontrar frentes de serviços para melhorias estruturais da rodovia.


Desvios foram instalados em virtude das alças para acesso ao viaduto no entroncamento principal da cidade de Propriá (km 2 e km 3). Ainda, no km 23 há frentes de serviço com atividades construtivas para a instalação de retorno e melhorias no acesso à rodovia estadual SE-120, 40 km/h é a velocidade permitida neste segmento.


A respeito do Lote 2/SE, no trecho que compreende os municípios de Capela e Maruim já é possível o tráfego de veículos em pista duplicada entre o km 40 e o km 51 da BR-101/SE.

Atenção condutores: redobrem a atenção neste segmento em virtude da remoção do acostamento temporariamente (lado direito) em razão das obras com execução de terraplenagem!


Entre o km 59 e o km 60 frentes de serviço estão concentradas com execução de terraplenagem e instalação das alças de acesso do novo viaduto que interligará a BR-101 à rodovia estadual SE-230. Motoristas devem seguir com cautela na altura do km 71 até o km 76, segmento duplicado com trecho liberado nos dois sentidos, entre o município de Maruim e o Povoado Pedra Branca.


Bahia

Já no estado da Bahia, na altura dos Lotes 1 e 2, entre o km 0 e o km 83,58 da BR-101/BA 56 quilômetros estão duplicados, onde condutores podem se deslocar com segurança e tranquilidade. A rodovia apresenta sinalização permanente e temporária, indicando desvios nos quilômetros 8, 20, 24, 46, 59, 62 e 78. A condição da pista é satisfatória no quesito geral, porém existem alguns pontos com irregularidades no asfalto.


No trecho entre os municípios de Coração de Maria e Conceição do Jacuípe existem atividades com interferências no fluxo de veículos, em específico a interdição do tráfego local em decorrência da detonação controlada de maciço rochoso no km 136 e no km 140 (abrangência entre os municípios de Teodoro Sampaio e Conceição do Jacuípe).


Dos 40,8 quilômetros existentes no Lote 4/BA, situado entre o km 124,6 e km 165,4, foram liberados 11 quilômetros de pista duplicada, no entanto, os motoristas devem permanecer atentos ao conjunto de sinalização e às condições da rodovia, diante das mudanças que podem ocorrer em decorrência das atividades das obras, como desvios, pare/siga ou outras interferências. De maneira geral, as condições asfálticas são consideradas satisfatórias, o que contribui para o fluxo e a condução segura dos motoristas no trecho correspondente.


A duplicação e revitalização da BR-101 PE/AL/SE/BA é uma obra do Governo Federal, acompanhada pelo Ministério da Infraestrutura e executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A concretização deste empreendimento possibilitará a abertura de oportunidades de novos negócios na sua região de influência, na qual está concentrada a estrutura produtiva que abrange a agroindústria canavieira, produção de eucalipto, turismo e indústrias em geral, proporcionando maior capacidade logística para os transportes na região nordeste.



60 visualizações0 comentário