Conhecendo o Patrimônio Histórico ao longo da BR 101: Pilar - Alagoas


Em continuidade à série “Conhecendo o Patrimônio Histórico ao longo da BR-101”, que visa promover um pouco da história dos municípios lindeiros à rodovia, hoje é dia de apresentar um local que foi palco de inúmeras atrações artísticas no município de Pilar (AL), o Antigo Cine Pilarense.


O belíssimo município de Pilar, local festivo e hospitaleiro, teve sua expansão a partir do estabelecimento dos engenhos de açúcar na região, onde antigamente existia a Capela de São Mateus, primeiro padroeiro do lugar.


Palco da arte


Sobre um dos mais importantes exemplares arquitetônicos de Pilar/AL, o Antigo Cine Pilarense (inaugurado em 1924), localizado na Praça Rui Barbosa, marcou a vida de antigos moradores locais. A casa funcionou até o ano de 1990, e dentre as atrações promovidas nos tempos áureos no Pilar estiveram shows inesquecíveis dos cantores Luiz Gonzaga, Marinês e Waldick Soriano, além de outras apresentações artísticas marcantes como a do mágico Yangui Chu e diversas peças teatrais.


O prédio recebeu o título de utilidade pública pela Secretaria da Cultura do Estado de Alagoas em setembro de 2011, sendo então tombado e integrado ao Patrimônio Histórico, Artístico e Natural do Estado de Alagoas. Diante desse decreto o acervo foi expressamente destinado a atividades que não prejudiquem, nem destruam a integridade cultural ali contida.


Após mais de 30 anos fechado, o local foi reaberto em 19 de junho (Dia Nacional do Cinema) do ano de 2020, durante a pandemia da Covid-19, com todo o cuidado e sem público presente. Em seguida, com a liberação do governo estadual e municipal, este voltou a funcionar (desde o mês de setembro/2020) obedecendo todos os protocolos sanitários e questões relacionadas ao distanciamento social.


Em conversa, o Diretor do Cine Pilarense, Sérgio Moraes, enalteceu junto aos técnicos do DNIT/Gestão Ambiental sobre a importância da preservação da cultura local, ainda, lhes apresentou pontos históricos da cidade de Pilar/AL. “Sinto-me feliz em contribuir de alguma maneira com a preservação do patrimônio histórico da minha amada cidade. Colaborar com a divulgação do nosso acervo cultural para mim é uma forma de manter viva toda uma tradição local”, enfatizou Sérgio.


Ainda, o turista que for conhecer Pilar/AL, encontrará outros monumentos históricos, como a Igreja de Nossa Senhora do Pilar, matriz inaugurada em 31 de agosto de 1879, e que merece destaque por seus ricos detalhes arquitetônicos.


Segundo o site “História de Alagoas”, (https://www.historiadealagoas.com.br/ pilar-do-engenho-velho.html) sobre a história da imagem de Nossa Senhora do Pilar, diz à lenda que o seu aparecimento se deu em um pilar, na época, nos arredores do povoado. Segundo a tradição a santa foi retirada e inserida em uma capela, ressurgindo tempos depois no local primitivo.


A “Casa da cultura e museu Professor Arthur Ramos”, local que merece destaque e onde viveu toda a família do educador, abriga exposições fotográficas, livros e objetos de época, e é muito visitada por turistas que conhecem Pilar. A estrutura, em processo atual de reforma, serve de Espaço Cultural, e foi tombada pelo Conselho Estadual de Cultura em 1988, sendo o imóvel adquirido pela Prefeitura Municipal no ano de 1993.


O Santo Cruzeiro e Complexo Cultural e Religioso Dilma Moreira Canuto é um local de oração, onde, além da linda imagem de Nossa Senhora do Pilar, a equipe percorreu as estações da Via Sacra (caminho da Cruz e Ressureição de Cristo) encenadas com belas obras de arte. Quem vai conhecer o local, ainda pode admirar uma das vistas mais belas do estado alagoano, a da Lagoa Manguaba (Laguna).


Por fim, outra peculiaridade de Pilar/AL, de acordo com pesquisa realizada pelo historiador Felix Lima Júnior, esta publicada no livro “A última execução judicial do Brasil”, em 1979 comprovou-se que a última pena de morte ocorrida em nosso país aconteceu em Pilar/AL.



A distância entre a capital Alagoana Maceió e o município de Pilar é de em média 36 km, sendo este localizado no trecho referente ao lote 4 do empreendimento de duplicação da BR-101 (trecho PE/AL/SE/BA), local onde as obras estão em atividade. Os principais acessos ao município de Pilar/AL são pela BR-101 e BR-316.







127 visualizações
FALE CONOSCO

Ouvidora BR-101 Nordeste

  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Google+ Icon

© 2018 por Douglas Ferreira -  desenvolvido para BR-101/NE.

0800 6070 101

Nome *

Email *

Assunto

Telefone

Mensagem